Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Acadêmicos > Arnaldo Niskier

Perfil do Acadêmico

Sétimo ocupante da Cadeira nº 18, eleito em 22 de março de 1984, na sucessão de Peregrino Júnior e recebido em 17 de setembro de 1984 pela acadêmica Rachel de Queiroz. Recebeu os acadêmicos Murilo Melo Filho, Carlos Heitor Cony e Paulo Coelho. Presidiu a Academia Brasileira de Letras em 1998 e 1999.
Cadeira: 
18
Posição: 
Atual
Antecedido por:
Data de nascimento: 
30 de Abril de 1935
Naturalidade: 
Rio de Janeiro - RJ
Brasil
Data de eleição: 
22 de Março de 1984
Data de posse: 
17 de Setembro de 1984
Acadêmica que o recebeu: 
Fotos relacionadas
Ver todas as fotos

Notícias relacionadas

Artigos relacionados

  • De fome, basta!

    Folha de Pernambuco , em 27/09/2022

    Estarrecedor! Um país que alimenta mais de um bilhão de habitantes no mundo, tem parte dos seus filhos compondo um contingente de mais de 33 milhões de famintos. Um país que é um celeiro mundial do agronegócio tem em todas as suas cinco regiões geográficas índices alarmantes de habitantes com insegurança alimentar. Um país que é um dos maiores produtores de soja, milho, café, carne bovina, suína e de frango, líder das comodities agrícolas permite que a fome alcance índice estratosféricos e em escala ascendente. É muito grave. São pessoas que não tem o que comer.

  • O dia em que apertei a mão da rainha Elizabeth II

    O Globo, em 15/09/2022

    Uma das alegrias que tive como secretário de Ciência e Tecnologia da antiga Guanabara foi ter apertado a mão da rainha Elizabeth II, na sua única visita ao Brasil, em 1968. Ela foi recebida no Museu de Arte Moderna, num simpaticíssimo almoço. Esperei pela soberana do Reino Unido ao lado do colunista Ibrahim Sued, com quem treinei o clássico 'Nice to meet you'. Ela nos cumprimentou na entrada do restaurante, sempre sorridente. Da recepção fazia parte o governador Negrão de Lima, que, como embaixador, tinha todo o traquejo diplomático exigido para aquelas ocasiões.

     

  • Liberdades

    Jornal Folha de S. Paulo, em 02/09/2022

    Com um sorriso gracioso, o ex-senador Bernardo Cabral me ofereceu um exemplar do livro 'Liberdades', obra lançada no âmbito das comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil. Patrocinada pelo Supremo Tribunal Federal, tem o objetivo de contribuir para a conformação do direito na construção da nossa democracia, como afirmou com propriedade o ministro Luiz Fux, presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O prefácio foi muito bem escrito pelo advogado Bernardo Cabral, relator da nossa Constituição.