Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Acadêmicos > José Paulo Cavalcanti

Perfil do Acadêmico

Nono ocupante da Cadeira nº 39, eleito em 25 de novembro de 2021, na sucessão de Marco Maciel e recebido em 10 de junho de 2022 pelo Acadêmico Domício Proença Filho.
Cadeira: 
39
Posição: 
Atual
Antecedido por:
Data de nascimento: 
21 de Maio de 1948
Naturalidade: 
Recife - PE
Brasil
Data de eleição: 
25 de Novembro de 2021
Acadêmico que o recebeu: 

Artigos relacionados

  • Todos juntos, vamos

    Chumbo Gordo, em 02/12/2022

    Há os que veem, no mar de camisas amarelas que estão por toda parte - nos estádios do Qatar como em nossas ruas - o símbolo de partido que concorreu nas últimas eleições. O que, perdão, não faz sentido, por serem as cores do Brasil?

  • Manias de escritores

    Jornal do Commercio (PE), em 18/11/2022

    Lisboa. Seguem mais algumas, nesta breve série. Começando pelos charutos, que tiveram sempre seus devotos. Como Cabrera Infante, Carrol, Chandler, Conan Doyle, Conrad, Dafoe, Dickens, Freud, Hemingway, Lorca, Mallarmé, Mark Twain, Pessoa, Poe, Stefan Zweig, Stevenson, os irmãos Max. O café da manhã de Churchill era charuto e uma taça de champanhe. Cabrera Infante (Tristes tigres) falou dos momentos em que se sentia feliz, 'É quando fumo meu charuto em paz, tranquilo, na escuridão.

  • Hiroshima, meu amor

    Folha da Manhã (MG), em 27/08/2022

    O risco de explosões nucleares, nessa guerra da Ucrânia, volta nossos olhos para o passado. E começo por lembrar que Robert Oppenheimer passava horas vendo barcos navegar sem pressa, poeticamente, no Rio Potomac. Era uma pessoa sensível. Não só ele. O grupo do Projeto Manhattan gostava, especialmente, de ouvir música romântica - como o Fausto, de Gounoud. E de ver balé - como O Aprendiz de Feiticeiro, que assistiram um mês antes de explodir Hiroshima. Como se fosse premonição.