Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Noticias > “Seminário Brasil, brasis” debate na ABL o tema “Manifestações populares: o diálogo necessário”

“Seminário Brasil, brasis” debate na ABL o tema “Manifestações populares: o diálogo necessário”

 

O “Seminário Brasil, brasis” de novembro debateu na Academia Brasileira de Letras o tema Manifestações populares: o diálogo necessário. A coordenação foi do Acadêmico Cícero Sandroni, e os palestrantes foram a Acadêmica Rosiska Darcy de Oliveira, o coronel da PM Íbis Pereira e o escritor Frei Betto. O evento aconteceu no dia 14 de novembro, quinta-feira, às 17h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., na Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro. A entrada foi franca.

Saiba mais

Os participantes

Sexta ocupante da Cadeira 10 da ABL, eleita em 11 de abril de 2013, Rosiska Darcy de Oliveira é escritora e ensaísta. Nascida no Rio de Janeiro em 1944, formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica. Nos anos 60, iniciou o percurso profissional como jornalista, interrompido pelo exílio durante a ditadura militar. Na Suíça, doutorou-se pela Universidade de Genebra, onde lecionou por dez anos.

De volta ao Brasil, implantou no Rio de Janeiro o Instituto de Ação Cultural que fundara naquele país europeu. No Governo Federal, presidiu o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. Integrou a delegação brasileira à Conferência Mundial sobre População no Cairo e cochefiou a delegação brasileira à Conferência Mundial sobre a Mulher em Beijing. Fundou no Rio de Janeiro o Centro de Liderança da Mulher, que preside.

Os dois primeiros livros de Rosiska Darcy de Oliveira, Le féminin ambigu et La culture des femmes, foram publicados na Europa. Elogio da Diferença, publicado no Brasil e nos Estados Unidos - In Praise of Difference - deu continuidade à sua obra sobre o Feminino. Reengenharia do Tempo, seu ensaio mais recente, propõe uma nova relação entre vida privada e mundo do trabalho. Os livros A dama e o unicórnio, Outono de ouro e sangue, A natureza do escorpião e Chão de Terra exprimem sua vocação de cronista. É colunista dos jornais O Globo e Estado de S. Paulo.

Íbis Silva Pereira é Coronel da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro com 30 anos de serviço. Sua formação acadêmica inclui MBA em gestão de segurança pública, pela Fundação Getúlio Vargas, curso superior de polícia integrada, Escola Superior de Polícia Militar, pós-graduação em filosofia contemporânea e curso de aperfeiçoamento de oficiais da Polícia Militar, concluído em 1995, pela Escola Superior de Polícia Militar. Desempenhou as seguintes funções: Subdiretor de ensino da Polícia Militar; Comandante da Academia de Polícia Militar D. João VI, de setembro/2011 a agosto/2013; Coordenador de Comunicação Social da Polícia Militar, de abril/2011 a setembro/2011; e Comandante do 26˚ Batalhão de Polícia Militar: outubro/2010 a fevereiro/2011. Entre seus trabalhos publicados estão: Ensaio: Apontamentos sobre a violência a partir de Os sertões de Euclides da Cunha; Coletânea Prisioneiros das Drogas: Segurança Pública, saúde e direitos humanos no Brasil; Sonho de uma polícia cidadã: coronel Carlos Magno Nazareth Cerqueira; Núcleo de identidade brasileira e História Contemporânea; e 200 anos Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Autor de 56 livros, editados no Brasil e no exterior, Frei Betto nasceu em Belo Horizonte (MG). Estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia. Frade dominicano e escritor, ganhou, em 1982, o Jabuti, principal prêmio literário do Brasil, concedido pela Câmara Brasileira do Livro, pelo livro de memórias Batismo de Sangue. Em 1986, foi eleito Intelectual do Ano pelos escritores filiados à União Brasileira de Escritores, que lhe deram o Prêmio Juca Pato pela obra Fidel e a religião. O livro A noite em que Jesus nasceu ganhou o prêmio de "Melhor Obra Infanto-Juvenil" de 1998, concedido pela Associação Paulista de Críticos de Arte. Em 2005, o júri da Câmara Brasileira do Livro o premiou mais uma vez com o Jabuti, agora na categoria Crônicas e Contos, pela obra Típicos Tipos – perfis literários. Em 2011, seu romance policial Hotel Brasil ficou entre as dez obras finalistas do Prêmio Jabuti, no quinto lugar. No ano seguinte, com o livro Minas do Ouro, classificou-se entre os finalistas do Prêmio Portugal Telecom.

Veja também

Perfil da ABL no Twitter
Comente o evento No Orkut
Curta no Facebook

 

15/11/2013

08/11/2013 - Atualizada em 07/11/2013