Início > Artigos

Artigos

  • Má vontade generalizada

    O Globo, em 28/07/2017

    A avaliação do governo Temer é ruim até para o que é bom, é o que nos mostra a mais recente pesquisa do IBOPE. A má vontade da população é tamanha que ele é mal visto mesmo pelas coisas que estão dando certo, como a redução da inflação e da taxa de juros. Mas o que conta, na verdade, é a percepção, e não a realidade.  Temer pode até usar esses dados para dizer que a pesquisa não reflete a realidade, mas politicamente o que importa é que seu governo está mal visto por tudo.

  • Sonhos revelados

    O Globo, em 27/07/2017

    O presidente da Câmara Rodrigo Maia olha para seu futuro político com fome de poder, mas com cuidadosa ambição. Já se colocou, pelo posto que ocupa, como alternativa à presidência da República “dentro de alguns anos”, explicou, modestamente, a Roberto D’Ávila em recente entrevista.

  • Divisão perigosa

    O Globo, em 26/07/2017

    O racha da equipe econômica é a pior notícia que o presidente Temer poderia receber, mas reflete o momento perigoso que o governo vive. Por isso ele tentou na noite de ontem restabelecer a relação entre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que, mesmo cochilando a seu lado, é o pau que sustenta a barraca do governo, e o ministro do Planejamento Dyogo Oliveira, pau mandado do senador Romero Jucá, que continua sendo visto dentro e fora do governo como um influente conselheiro no Planalto do Planalto, quase um ministro ad hoc no campo econômico.

  • A lição que vem de NY

    O Globo, em 26/07/2017

    Os turistas voltavam de lá, me lembro, contando histórias assustadoras de assaltos até em elevador, bolsas arrancadas das senhoras em lojas.

  • Presidencialismo enfraquecido

    O Globo, em 25/07/2017

    Não chegamos ao ponto a que chegou a Argentina no período entre 2001 e 2002, que teve cinco presidentes em 12 dias, mas que estamos num regime presidencialista em decadência, isso estamos. Na Argentina, após a queda de Fernando de la Rúa, devido a uma onda de protestos, o presidente do Senado, Federico Ramón Puerta, assumiu o governo interinamente, mas ficou apenas dois dias. O governador da província de San Luís, Adolfo Rodriguez Saá, foi eleito por 60 dias, mas, como parecesse querer um governo de vários anos, criando até uma nova moeda, acabou caindo rapidamente, oito dias depois.

  • O reino animal

    O Globo, em 23/07/2017

    Há duas décadas, meu amigo Millôr Fernandes perdeu seu Igor, um poodle simpático. Nunca o vi tão triste, ficou jururu durante um ano.

  • Fim de caso

    Folha de São Paulo (RJ), em 23/07/2017

    Agradeço a gentileza de ter devolvido os poemas que mandei para você mostrar a seu amigo. Tenho certeza de que nem ele nem você leram qualquer poema que lhe emprestei para tentar convencer da necessidade do Orlando continuar os poemas dele que você me deu.

  • Uma questão delicada

    O Globo, em 23/07/2017

    Não é sem propósito que o presidente Michel Temer, sempre que pode, diz que a gravação que Joesley Batista fez da conversa dos dois naquela noite no Palácio Jaburu é ilegal, mesmo sabendo que existe uma jurisprudência do Supremo Tribunal Federal que considera prova válida a gravação de um dos interlocutores de uma conversa.

  • As perdas

    A Tribuna (ES), em 23/07/2017

    A vida é mais de perdas, do que ganhos. Somem-se os amigos e cuidados no vão dos anos, no vão dos vocábulos e no que nem se sabe. 

  • O caminho da virtude

    Correio Braziliense, em 23/07/2017

    A missão de salvaguarda da língua portuguesa é a principal obrigação da Casa de Machado de Assis. O terceiro milênio excita a imaginação e sentimos a necessidade de máxima atenção ao idioma dos mais respeitáveis, exigindo amplo entendimento. Dos cerca de 280 milhões de falantes, 250 milhões são de nativos e 30 milhões de segunda língua.  Somos a sexta língua mais falada no mundo, o que, infelizmente, não foi motivo ainda para que ela obtivesse a oficialização na Organização das Nações Unidas — assunto que merece outro artigo. 

  • Segurança de longo prazo

    O Globo, em 22/07/2017

    Uma mancada do governador Pezão precipitou a revelação do plano de segurança para o Rio que vem sendo montado há alguns meses. Ao anunciar a vinda de cerca de 800 soldados da Força Nacional para o Rio, e ser surpreendido com a informação de que esse contingente já está chegando ao Estado desde maio, o governador revelou, pelo menos em parte, a estratégia que o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) vem montando em sigilo, junto com o ministério da Defesa.

  • Contra o baixo astral

    O Globo, em 22/07/2017

    Os palcos do Rio estão oferecendo muita coisa boa para se ver em matéria de peças e shows. O problema é que chegar a eles é uma perigosa aventura diante dessa crescente onda de assaltos. A pé, não se recomenda ir nem até a esquina. E, mesmo de táxi, temos que esperá-lo do lado de dentro, atrás da grade do prédio. Por isso eu, como muita gente, tenho evitado sair à noite e, assim, não sou uma boa referência crítica.

  • Mudança de planos

    O Globo, em 21/07/2017

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está assumindo cada vez mais a posição de defensor do Rio de Janeiro, onde é eleito, para cacifar-se para a disputa do governo do Estado caso não se concretize a saída do presidente Michel Temer da presidência.