Início > Artigos

Artigos

  • Gente como a gente

    O Globo, em 27/12/2018

    O governo que assume dentro de seis dias inspira esperança nunca antes neste país registrada em pesquisas, como constata o Datafolha. 

  • Da boa e da má fé

    O Globo, em 26/12/2018

    Antes de João de Deus, tivemos Zé Arigó, Chico Xavier, Dr. Fritz (através de várias encarnações brasileiras) e, se os médiuns, curandeiros, paranormais, videntes e gurus nativos não bastassem, havia os de fora.

  • Em louvor do livreiro

    O Globo, em 24/12/2018

    Tomara que haja muitos livros ao pé de árvores de Natal esta noite. E que uma grande variedade deles se faça presente entre amigos, ocultos ou não.

  • Uma senhora encrenca

    O Globo, em 19/12/2018

    O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro reclama que a imprensa faz “uma força descomunal” para desconstruir sua reputação e a de Jair Bolsonaro, que, por sua vez, fala em “escarcéu proposital diário”.

  • O caminho das reformas

    O Globo, em 16/12/2018

    É quase certo que o Supremo Tribunal Federal (STF) seja acionado para impedir a reforma da Previdência, com argumentos já utilizados para questionar reformas anteriores: afronta a direitos adquiridos, configuração de confisco, violação de ato jurídico perfeito e desconsideração de expectativas legítimas dos contribuintes dos sistemas.  

  • A batalha previsível

    O Globo, em 15/12/2018

    É previsível que o futuro governo Bolsonaro tenha dificuldades políticas e jurídicas para a aprovação das reformas estruturais de que o país necessita, na maioria impopulares pelo menos para setores da sociedade.

  • 50 anos depois

    O Globo, em 14/12/2018

    Entrei na redação do Globo pela primeira vez em 1968, e no dia 13 de dezembro era um estagiário indignado com a decretação do AI-5, e assustado com o futuro do país. 

  • Renovação precária

    O Globo, em 13/12/2018

    Ao deixar claro o apoio ao deputado Fabinho Ramalho do MDB para a presidência da Câmara, chamando-o em público de “meu presidente”, e também transparecer que não gostaria de ver o reeleito Renan Calheiros na presidência do Senado, o presidente eleito Jair Bolsonaro mostra que pretende impor ao Congresso renovação de lideranças.

  • Linha direta

    O Globo, em 12/12/2018

    Uma afirmação do presidente eleito Jair Bolsonaro no discurso na cerimonia de diplomação chama a atenção pelo que revela da estratégia que o novo governo pretende usar na negociação com o Congresso. 

  • AI-5, um ato obsceno

    O Globo, em 12/12/2018

    Há quem não acredite que houve um golpe militar no Brasil. Tem razão. Houve dois, um em 1964 e o outro que vai completar 50 anos amanhã, chamado de golpe dentro do golpe.

  • Catão dos outros

    O Globo, em 11/12/2018

    O presidente eleito, e agora diplomado, Jair Bolsonaro chega ao momento da posse devendo uma explicação plausível sobre o caso de Fabricio Queiroz, seu amigo pessoal há 40 anos, como afirmou, e motorista de seu filho, senador eleito Flavio Bolsonaro, que teve um movimento financeiro detectado pelo Coaf ( Conselho de Controle de Atividades Financeiras) de R$ 1,2 milhão tendo um salário de R$ 8,5 mil por mês.

  • A ministra e as mulheres

    O Globo, em 10/12/2018

    Eleito em pleito democrático, o presidente Bolsonaro, no uso de seu direito, escolheu uma pastora da Igreja Quadrangular, Damares Alves, para a pasta que cuidará de Mulheres, Família e Direitos Humanos.

  • Amigo oculto

    O Globo, em 09/12/2018

    Aproveitando a proximidade do Natal, apresento aos leitores uma seleção de livros que citei ou analisei em colunas deste ano. 

  • Retrocesso no Rio

    O Globo, em 08/12/2018

    Os militares que participam da intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, que termina este mês, estão preocupados com os sinais trocados que o governador eleito Wilson Witzel tem enviado à população.

  • Águas turvas

    O Globo, em 07/12/2018

    As movimentações nos bastidores dos partidos andam intensas nos últimos dias da legislatura, com tentativas de abrir espaços para os congressistas que não foram eleitos e até mesmo para os partidos que estão ameaçados por não terem atingido a votação mínima exigida pela nova lei de cláusula de barreira.