Início > Abl > Cgi > Cgilua.exe > Sys > Start.htm?sid=279 > Minicurrículo

Minicurrículo

Domício Proença Filho nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1936.

É professor, crítico, poeta, ficcionista, roteirista e autor de projetos culturais.

Fez o curso primário na Escola Joaquim Manuel de Macedo, na Ilha de Paquetá, onde, desde os primeiros dias do nascimento, viveu sua infância e adolescência, e os cursos ginasial e clássico no Colégio Pedro II –Internato. É Bacharel e Licenciado em Letras Neolatinas pela Faculdade Nacional de Filosofia da antiga Universidade do Brasil.

Professor Emérito e Professor Titular de Literatura Brasileira da Universidade Federal Fluminense, aposentado, é Doutor em Letras e Livre-docente em Literatura Brasileira. Foi também professor da disciplina e de língua portuguesa durante dezenas de anos em outras universidades, entre elas a Universidade Federal do Rio de Janeiro –UFRJ, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio e a Universidade Santa Úrsula. Lecionou em inúmeros estabelecimentos de ensino fundamental e médio.

Na condição do Professor Titular convidado (Gastprofessor), ministrou cursos de literatura brasileira na Universidade de Colônia, na Escola Técnica de Altos Estudos de Aachen e na Universidade de Tübingen.

Participou, como conferencista e debatedor, de seminários em centros de estudo superior de Lisboa, Coimbra, Porto, Minesota, Colônia, Tübingen, Munique, Roma, Bolonha, Veneza, Madrid, Salamanca, Paris e Clermont Ferrand.

Integrou a Comissão Organizadora da Participação do Brasil na Feira de Frankfurt – 1994 no âmbito da qual foi autor do texto do “Panorama da literatura brasileira do século XVI ao século XX”.

Participou, entre outros, do Júri do Prêmio Camões e da Comissão Julgadora dos Prêmios da Fundação Biblioteca Nacional.

Tem publicados 65 livros.

Crítico e ensaísta, é autor, entre outros, de Estilos de época na literatura, em 20.ed., um clássico da literatura paradidática; A linguagem literária, em 8ª ed.; Pós-modernismo em literatura, 3.ed.; Um romance de Adonias Filho,- Uma leitura de Corpo vivo, tese de livre-docência. Organizou e publicou também várias seleções de textos com estudos críticos, entre os quais Os melhores contos de Machado de Assis, 16.ed.. A poesia dos Inconfidentes, 2.ed.. Pequena antologia do Braga, 8.ed., Concerto a quatro vozes, O Arcadismo, João Ubaldo Ribeiro. Tem publicados na História da Literatura Brasileira, org. por Sílvio Castro, e publicada em Portugal , de cinco monografias: “Manuel Antonio de Almeida”; Bernardo Guimarães”; “Visconde de Taunay”; “Aluísio Azevedo”; “Graça Aranha e a continuidade da prosa impressionista”. São de sua autoria também as monografias e os verbetes das áreas de Teoria Literária e Literatura Brasileira. Da Enciclopédia Século XX.

Poeta, lançou O cerco agreste, esg. Dionísio esfacelado- Quilombo dos Palmares, 2.ed. no prelo, Oratório dos Inconfidentes, 2.ed.; A poesia dos Inconfidentes, 2ed. O risco do jogo. Vários de seus poemas foram traduzidos para o francês e o italiano.

Ficcionista, é autor do premiado Breves estórias de Vera Cruz das Almas (mininarrativas) 2.ed.; do romance Capitu – memórias póstumas, 3.ed., com edição em italiano; de O cotidiano dos deuses - estórias da mitologia, e de três volumes de histórias da mitologia ficcionalizadas, Eu Zeus, o Senhor do Olimpo; Os deuses menos o pai e Nós as deusas do Olimpo.

Na área da língua portuguesa publicou: Por dentro das palavras da língua portuguesa; Nova ortografia da língua portuguesa. Guia prático; Nova ortografia: manual de consulta, Noções de gramática em tom de conversa e três séries de livros didáticos, destinadas ao ensino fundamental.

Foi Diretor de Texto da Enciclopédia Século XX, 5 volumes.

Idealizou e produziu , para o Serviço de Radiodifusão Educativa do MEC as séries “Nos caminhos da comunicação”, composta de cem programas sobre a língua portuguesa e “Os romances de Érico Veríssimo”.

Promotor cultural, criou, em 1982, A Bienal Nestlé de Literatura, que coordenou em 1982 e 1984, e de dezenas de projetos desenvolvidos pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, na década de 1970. Foi curador da Exposição “Mário no Rio”, da Biblioteca Nacional, homenagem a Mário de Andrade e da Exposição sobre o Naturalismo, da Casa de Rui Barbosa

Idealizou com Maria Eugênia Stein, o documentário “Português - a língua do Brasil”, dirigido por Nelson Pereira dos Santos.

Exerceu inúmeros cargos na administração pública, entre, eles, durante oito anos, o de Secretário do Conselho Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, ocasião em que foi secretário-executivo da revista do Colegiado, e Subsecretário de Educação e Cultura da Cidade do Rio de Janeiro.

Foi agraciado com a Medalha Tiradentes do Estado do Rio de Janeiro e com a medalha Pedro Ernesto da Cidade do Rio de Janeiro, com a Medalha do Mérito Tamandaré e a Medalha do Mérito Naval, concedidas pela Marinha do Brasil, e com o título de Cidadão de Minas Gerais. Recebeu os seguintes prêmios: Personalidade Cultural do Ano-1982, da Associação Paulista de Críticos de Arte –APCA; Personalidade Cultural do Ano -1992, da Associação Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro; Prêmio Raça Negra pelo conjunto da obra, concedido pela Afrobrás, em 2006; Troféu Vasco Prado da Primeira Jornada de Literatura de Passo Fundo, em 2007, e Troféu Vasco Prado da 14ª Jornada de Literatura da mesma cidade gaúcha; Personalidade Educacional do Ano, em 2011 e 2012, concedidos pela Associação Brasileira de Imprensa e o jornal Folha Dirigida; Prêmio São Sebastião de Cultura – 2014, concedido pela Cúria Metropolitana do Rio de Janeiro; Troféu Rio-2015: Personalidade Cultural do Ano; Personalidade Cultural do Ano – 2015, concedido pela União Brasileira dos Escritores-Seção RJ.

É membro entre outras instituições, da Academia Brasileira de Letras, onde ocupa a Cadeira 28, em que sucedeu ao Acadêmico Oscar Dias Correia; da Academia Brasileira de Filologia; da Academia de Artes, Ciências e Letras da Ilha de Paquetá; da Academia Carioca de Letras e do Círculo Literário da Marinha. É Membro Correspondente da Academia das Ciências de Lisboa; Sócio do Real Gabinete Português de Leitura e da Associação dos Amigos de Eça de Queiroz.

Última atualização em 3/12/2015.

Acadêmico relacionado : 
Domício Proença Filho