Início > Acadêmicos > Marcos Vinicios Rodrigues Vilaça > Marcos Vinicios Rodrigues Vilaça

Bibliografia

Edição em língua portuguesa:

Conceito de Verdade – Recife – 1958.

A Escola e Limoeiro – Recife – 1958.

Americanas (Crônicas de Viagem) – Recife – 1960.

Em Torno da Sociologia do Caminhão – Edição do INPS, do Ministério da Educação e Cultura e “Prêmio Joaquim Nabuco”, da Academia Pernambucana de Letras – Recife, 1961 (1ª edição); Editora Tempo Brasileiro – RJ 1969 (2ª Edição); Editora Tempo Brasileiro e Universidade Federal Fluminense – Rio – 1987 (3ª edição).

Presença na Faculdade (Discursos) – Edição da Revista Estudantes, do D.A. da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco – 1962.

Cooperação, Cultura e Ruralismo – Edição da Cooperativa Agropecuária de Limoeiro – Recife, 1964.

Coronel, Coronéis – Editora Tempo Brasileiro – Rio, 1965 (1ª edição) – em colaboração com Roberto Cavalcanti de Albuquerque, 2ª edição – Co-edição Editora Tempo Brasileiro e Editora Universidade de Brasília – Rio, 1978. 3ª edição 1988. 4ª edição – Editora Bertrand Brasil, Rio 2003.

Da Manjedoura de Igarassu ao Magistério Revolucionário-Votos e Ex-Votos – (Discurso na Academia Pernambucana de Letras – Recife, 1967, em colaboração com Mauro Mota).

Política Internacional e Trópico – Edição da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco – Recife, 1970.

Academia Setuagenária e Menina – Edição da Academia Pernambucana de Letras – Recife, 1971.

Ato de Semeadura – Edição do Governo de Pernambuco – Recife, 1971.

Nordeste: Secos & Molhados – Edição do Governo de Pernambuco, 1972.

Recife Azul, líquido do céu – Dialgraf – Recife, 1972.

Falas do Ofício – Edição do Governo de Pernambuco – Recife, 1973.

Limoeiro: Pensamento e Memória – Dialgraf – 1974.

Uma revolução a serviço da modernização econômica e do reformismo político – “Confidencial Econômico-NE” – Recife, 1975.

Palavras e Letras – Edição do Governo de Pernambuco e Academia Pernambucana de Letras – Recife, 1977.

O Menino Gilberto Freyre – “Confidencial Econômico-NE” – Recife, 1980.

Livraria Luiz Delgado – em colaboração com José Luiz Delgado – Fundação Joaquim Nabuco – Recife, 1980.

Pernambuco e o Liberalismo Brasileiro – (Discursos na Academia Brasiliense de Letras, em colaboração com Aderbal Jurema) – Edição do Senado Federal – Brasília, 1981.

Homenagem a Drummond – (Apresentação da Exposição Comemorativa dos 80 anos do poeta) – Fundação Casa de Rui Barbosa – Rio de Janeiro, 1982.

O Tempo e o Sonho – Pool Editorial Ltda. – Recife, 1983.

Olinda, Olindíssima – (Pronunciamento no Palácio Campo das Princesas – Recife-PE – 21.03.83) – Fundação Nacional Pró-Memória/MEC  1983.

Por uma Política Nacional de Cultura – Ministério da Educação e Cultura – Brasília, 1984.

Cultura e Estado – Ministério da Educação e Cultura – Brasília, 1985.

Posse na Academia Brasileira de Letras – Cadeira 26 – (em colaboração com José Sarney) – Pool Editorial, Rio de Janeiro, 1985.

Discursos: Administração Marcos Vilaça (Vol. 1) – Discurso na LBA-CE – 1985.

Discursos: Administração Marcos Vilaça (Vol. 3) – Discursos na LBA – 1985.

LBA, agência de desenvolvimento social – LBA – Rio de Janeiro - 1985.

LBA: um compromisso com a democracia – LBA – Rio de Janeiro – 1985.

Liberdade para os servidores – LBA – Rio de Janeiro -1985.

Mortalidade infantil, uma situação a mudar – LBA – Rio de Janeiro – 1985.

Opção do Agir – LBA – Rio de Janeiro, 1985.

Palestra proferida pelo Dr. Marcos Vinicios Vilaça: 7 de setembro – o compromisso de todos os dias – Moinho Fluminense S.A. – Rio de Janeiro – 1985.

Política de pessoal sem casuísmo – LBA – Rio de Janeiro - 1985.

Prioridade social e dignidade da família – LBA – Rio de Janeiro – 1985.

Tecido social brasileiro precisa ser refeito – LBA – Rio de Janeiro – 1985.

Uma nova política para o idoso – LBA – Rio de Janeiro – 1985.

Microempresa, uma Resposta Social da LBA – Brasília, 1986.

Avocações e Evocações – Ministério da Previdência e Assistência Social – Rio de Janeiro – RJ – 1986.

O idoso e a ânsia de viver – LBA – Rio de Janeiro – 1986.

A Experiência e o Saber dos Idosos – Conferência proferida no ciclo O Idoso e a Constituinte – Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul – 1987.

Bolsas de Trabalho: uma proposta concreta – LBA – Brasília  1987.

A Assistência Social e a nova Constituição, uma proposta da LBA – Rio de Janeiro – 1986.

Discursos de Marcos Vinícios Vilaça e Eduardo Portella – Posse no Pen Club do Brasil – 1987.

Política de Investimentos na Área Social: Um Gesto para o Futuro. Vitória-ES – 1988.

Democracia e Contas Públicas – Discurso de posse no Tribunal de Contas da União – Brasília – 1988.

Intenção e Gesto – Editora Tempo Brasileiro – Universidade Federal Fluminense – Rio de Janeiro – 1989.

Ariano Suassuna na Academia Brasileira de Letras – Companhia Editora de Pernambuco – Rio de Janeiro-RJ, 1990.

No Território do Sentimento – Prefácio de Nélida Piñon - Fundação de Cultura Cidade do Recife, 1992.

O Judiciário, Literatura e Conjuntura Nacional – Discurso Comemorativo do 171º aniversário do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Recife – Agosto/1993.

A Ética e os Poderes das Entidades Fiscalizadoras Superiores – Conferência na VIII Reunião do Conselho Diretor da Organização Latino-Americana e do Caribe das Entidades Fiscalizadoras Superiores em Buenos Aires – Novembro – 1993.

Ritos da Iniciação – Tribunal de Contas da União, Brasília – 1995.

Retorno à Palavra – Prefácio de Ledo Ivo - Letras & Artes Editora – Recife – 1995.

Democracia: Vigência e Vivência – Discurso de abertura dos trabalhos no Tribunal de Contas da União – Brasília/Janeiro/1996.

Uma experiência democrática nas contas públicas – (em colaboração com Fernando Henrique Cardoso, Paulo Affonso Martins de Oliveira e Jatir Batista da Cunha) Tribunal de Contas da União – Brasília – 1996.

O Tribunal de Contas da União como expressão democrática – Palestra proferida na Escola de Comando e Estado Maior do Exército-RJ – 1996.

Tribunais de Contas e Privatização – Tese apresentada e aprovada, por unanimidade, por ocasião do II Encontro dos Tribunais de Contas dos Países de Língua Portuguesa – Cabo Verde – 1996.

Feitiço da Palavra  - Academia de Letras dos Funcionários do Banco do Brasil – 06.11.97.

Itinerário na Corte – Letras e Artes Editora Ltda. Recife – 1997.

Os Tribunais de Contas na melhoria da Administração Pública – Tese apresentada e aprovada, por unanimidade, por ocasião do III Encontro dos Tribunais de Contas dos Países de Língua Portuguesa – Moçambique – 1997 – Publicada na revista do Tribunal de Contas de Portugal nº 28 – Jun./Dez. 1997.

No Paladar das Palavras – Prefácio de Evandro Lins e Silva - Edições Bagaço – Recife - 1999.

Discursos do Ministro Marcos Vilaça no Congresso Brasil-Portugal: Ano 2000 – 1999.

Discurso na Academia Brasileira de Letras (em colaboração com Alberto da Costa e Silva) – Rio de Janeiro, 2001.

De Ícones e Dedicações – Prefácio de Carlos Heitor Cony - Edições Bagaço – Recife - 2002.

Discurso na abertura do módulo – Direito – do Congresso Nacional, ano 2000 – Academia Internacional da Cultura Portuguesa – Lisboa – 2002.

Trajetória e Convicções – Prefácio de Luis Octavio Gallotti – Edições Bagaço – 2003.

Discurso de posse do acadêmico Marco Maciel e discurso de recepção do acadêmico Marcos Vilaça – ABL – Rio de Janeiro – 2004.

O Coronelismo no Nordeste  Brasileiro Apresentação José F. F. Tavares – Lisboa – 2004.

Pronunciamento na solenidade de entrega do Prêmio CNI/SESI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas no Teatro Santa Isabel – Recife, 30 de agosto de 2004.

Discurso de posse na presidência da Academia Brasileira de Letras – dezembro de 2005.

Da Arca Sacra – Prefácio Moacyr Scliar – Recife, 2005.

Membros da Academia Brasileira de Letras no Supremo Tribunal Federal discurso proferido na Sessão de Homenagem à ABL, em 13.03.06 – Revista Brasileira – nº 47.

Do Tribunal de Contas da União à Academia Brasileira de Letras – Tribunal de Contas de Portugal – Lisboa – 2007.

Tarefas do Presidente - Marcos Vinicios Vilaça - 2007.

Para Além do Pórtico Edições Consultor – novembro de 2008.

Nabuco - Seu tempo e seu legado – Discurso do Acadêmico Marcos Vinicios Vilaça na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos – Thomas Jefferson Washington D.C.) – 2010.

De novo presidente : Marcos Vinicios Vilaça – 2011.

Livro dos prefácios – Prefácio de Ivo Pitanguy – Edições Bagaço – Recife – 2014.

Para simplesmente não arquivar – Prefácio de Eros Grau – Edições Bagaço – Recife – 2014.

Edição em língua estrangeira:

Lords of the Backlands (Do original em português: Coronel, Coronéis). – Wyvern-Sel, London 1987 (em colaboração com Roberto Cavalcanti de Albuquerque).

Señores de la Tierra (Do original em português: Coronel, Coronéis) – Fundación Biblioteca Ayacucho – Caracas – 1999 (em colaboração com Roberto Cavalcanti de Albuquerque).

I signori della terra (Do original em português: Coronel, Coronéis), Roma, 2000.

Pouvoir et Domination au Nordeste du Brésil: Les Seigneurs des Terres (Do original em português: Coronel, Coronéis), L´Harmatan – Paris – 2002 (em colaboração com Roberto Cavalcanti de Albuquerque.

Per una Sociologia del Camionista (Do original em português: Em Torno da Sociologia do Caminhão) – Antonio Pellicani Editore – Roma – 1999.

Sociologie du Camion (Do original em português: Em Torno da Sociologia do Caminhão) – L´Harmatan – Paris – 2003.

Nordeste Brasileño – Una Visión informativa o sentimental – Edição do Instituto Cultural Brasil – Argentina – Recife – 1968.

El Control de las Cuentas Publicas: Una Experiencia Brasileña – Palestra proferida na Pontifícia Universidad Javeriana – Santa Fé de Bogotá/Nov/92.

La Ética y los Poderes de las Agencias Fiscales del Estado – (Do original em português: A Ética e os Poderes das Entidades Fiscalizadoras Superiores) – Conferência na VIII Reunião do Conselho Diretor da Organização Latino-Americana e do Caribe das Entidades Fiscalizadoras Superiores em Buenos Aires – Novembro/1993.

La Conferencia Interamericana sobre Probidad Cívica y Ética – (Do original em português: Conferência Interamericana sobre Probidade Cívica e Ética – Caracas – Venezuela – Março 96.

Control Externo y Mercosur – (Do original em português: Controle Externo e Mercosul) – Paraguai – Julho/96

Atlantico Sur y Brasil – (Do original em português: Atlântico Sul e Brasil) – Buenos Aires – Setembro/96.

Privatizations and Tribunal de Contas da União – The External Control in Brazil (Do original em português: Tribunais de Contas e Privatizações) –– Austrália – Junho/97 (versão também em japonês – 1997).

Die Grundherren - (Do original em português: Coronel, Coronéis). – Mettingen – 2005 (em colaboração com Roberto Cavalcanti de Albuquerque).