Início > Noticias > Série ‘Música de Câmara na ABL’ apresenta o concerto Trio op. 97, ‘Arquiduque’ de Ludwig Van Beethoven

Série ‘Música de Câmara na ABL’ apresenta o concerto Trio op. 97, ‘Arquiduque’ de Ludwig Van Beethoven

A Academia Brasileira de Letras deu continuidade à sua série “Música de Câmara na ABL” de 2017, sob coordenação do Acadêmico Marco Lucchesi, com o concerto Trio Op. 97, “Arquiduque”, do compositor alemão-austríaco Ludwig Van Beethoven. Os intérpretes convidados foram Theodora Geraets (violino), Matias de Oliveira Pinto (violoncelo) e Viviane Taliberti (piano).

A Música é uma peça única, de cerca de 40 minutos, dividida em quatro movimentos: Allegro moderato; Scherzo – Allegro; Andante cantábile, ma pero com moto; e Allegro moderato. De acordo com Marco Lucchesi, tratou-se de uma “composição pouco tocada no Brasil, e a rara apresentação merecendo ser ouvida, não somente por sua beleza poética, como também pela qualidade dos intérpretes”.

Saiba mais

Theodora Geraets é uma das violinistas holandesas mais importantes da atualidade. Estudou com Davina van Wely em Amsterdam, Rosa Fain em Düsseldorf, Kyung-Wha-Chung em Londres e Dorothy DeLay em Nova York. Ganhou concursos como o Oscar Back Competition na Holanda, o Bartók Violin Competition nos Estados Unidos (onde realizou concertos com Leonard Slatkin), e ganhou o The Dutch Music Prize, fazendo dela a única holandesa a ganhar o prêmio máximo.

Realizou concertos por toda Ásia, EUA, Europa e América Latina. Theodora Geraets também apresenta-se, regularmente, no Dutch Radio na TV. Atualmente, é Professora no Royal Conservatory em Haia.

Já se apresentou no Queen Elisabeth Hall, em Londres, no Alte Oper”, em Frankfurt, Theatro Colón, em Buenos Aires, e no Concertgebouw, em Amsterdam. Theodora Geraets gravou diversos CDs, pela Sony Classical, com a The London Symphony Orchestra.

Natural de São Paulo, Matias de Oliveira Pinto torna-se professor de violoncelo da Escola de Musica e Belas Artes do Paraná aos 18 anos de idade, 1979, ano em que fez sua primeira turnê por várias cidades brasileiras. Vive em Berlim (Alemanha) desde 1980, quando venceu concurso para bolsista da Fundação Herbert von Karajan. Na Europa, estudou na Escola Superior de Música de Berlim (HdK) e na Academia Franz Liszt de Budapeste.

Extensas turnês o levaram aos Estados Unidos, América do Sul, em quase toda a Europa, Japão, Coréia, Nova Zelândia e Austrália, apresentando-se em inúmeros festivais, concertos com orquestra e recitais. Em Berlim, onde vive hoje, participou de concertos nas principais salas da cidade, como Philharmonie (série oficial de música de câmara da Orquestra Filarmônica de Berlim), Konzerthaus e Apollo-Saal der Staatsoper, entre outras. Muitos compositores da atualidade lhe dedicaram suas obras. Pedagogo, solicitado em vários países, ensina na Universidade das Artes de Berlim e na Universidade de Muenster. Gravou CDs para os selos europeus Academy, Kreuzberg Records, Bella Musica, Hungaroto Classics e Cello Colors.

Viviane Taliberti nasceu em Curitiba, onde iniciou seus estudos de piano aos cinco anos de idade. No Brasil, Luis Thomaszeck e Gilberto Tinetti foram os professores que marcaram sua formação pianistica. Aos 19 anos, após participar de diversos cursos internacionais na Europa com os pianistas Hans Leygraf, Helena Costa e Pnina Salzman, realizou sua primeira tournée internacional em 15 cidades da Alemanha, a convite de entidades culturais daquele País.

Foi selecionada para fazer o curso de mestrado em Performance Pianística na Faculdade de Música de Colônia, departamento de Aachen, Alemanha, diplomando-se com nota máxima com distinção. Em 2015, concluiu o doutorado na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.

Além de apresentar-se regularmente como solista e camerista em diversas cidades do Brasil e em países da América do Sul e Europa, com destacados músicos brasileiros e estrangeiros, é convidada anualmente para ministrar aulas e se apresentar como pianista em Festivais Internacionais de Música. 

Desde 2002, através de concurso público, é professora efetiva do Departamento de Música do Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia. A partir de 2004, tornou-se proponente e diretora artística do projeto “Concertos Tribanco Uberlândia”. 

21/09/2017

Notícias relacionadas

Vídeos relacionados