Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Noticias > Secretário-Geral Geraldo Holanda Cavalcanti exalta a importância cultural da doação à ABL de 1,7 mil livros da coleção do tradutor Mário da Gama Kury

Secretário-Geral Geraldo Holanda Cavalcanti exalta a importância cultural da doação à ABL de 1,7 mil livros da coleção do tradutor Mário da Gama Kury

A Academia Brasileira de Letras recebeu no dia 18 de abril, quinta-feira, durante o chá que se realiza antes da Sessão Acadêmica, no Petit Trianon, a doação de 1,7 mil livros da coleção do advogado e tradutor Mário da Gama Kury. O Secretário-Geral da ABL, Geraldo Holanda Cavalcanti, no exercício da Presidência, exaltou a importância cultural da coleção. O Diretor das Bibliotecas, Acadêmico Alberto da Costa e Silva, adiantou que os livros, depois de catalogados, no prazo máximo de três a quatro meses, estarão à disposição do público.

Geraldo Holanda Cavalcanti agradeceu a doação feita pelas sobrinhas do advogado, Márcia Pohlmann e Lola Maria Braga Gomes, presentes à Sessão Acadêmica, no Petit Trianon, juntamente com o Presidente da Vale: “Trata-se de uma das mais raras coleções do gênero e nos sentimos extremamente satisfeitos por adicionar à Biblioteca Rodolfo Garcia essa contribuição”. Alberto da Costa e Silva disse que se tratava de uma doação “inestimável e adiantamos com prazer e satisfação que a coleção estará em breve à disposição dos estudiosos”.

Incluem-se na coleção de Kury, um dos mais destacados tradutores brasileiros de textos clássicos da cultura greco-romana, algumas raridades, entre elas um livro em latim sobre Aristóteles, datado de 1592, e um dicionário greco-romano, de 1877. Ele traduziu mais de 30 textos como A Trilogia Tebana, de Sófocles, Oréstia, de Ésquilo, e Dicionário de Mitologia Grega e Romana, com aproximadamente três mil verbetes, considerado fundamental para o conhecimento dessas civilizações, sua pré-história, mentalidade, sentimentos e instituições.

O tradutor nasceu em Sena Madureira, no Acre, em 30 de dezembro de 1922. Filho de imigrante libanês com mãe brasileira, formou-se em Direito. Nos anos 1940, entrou na Vale, onde trabalhou por mais de 30 anos: “No início dos anos 1970, tornou-se diretor comercial. Foi durante a sua gestão que a Vale fez o primeiro embarque de minério de ferro para a China, que hoje é o principal cliente da empresa. Falava seis línguas fluentemente. Quando se aposentou em 1976, pôde se dedicar mais intensamente à paixão de toda a vida: a tradução de clássicos da literatura greco-romana, diretamente do original para o português”, afirmou Murilo Ferreira no encerramento.

Veja também

Perfil da ABL no Twitter
Comente o evento no Orkut
Curta no Facebook

18/4/2013

18/04/2013 - Atualizada em 17/04/2013