Início > Acadêmicos > Ataulfo de Paiva > Ataulfo de Paiva

Biografia

Terceiro ocupante da Cadeira 25, eleito em 9 de dezembro de 1916, na sucessão de Artur Orlando e recebido pelo Acadêmico Medeiros e Albuquerque em 23 de maio de 1918. Recebeu os Acadêmicos J. C. de Macedo Soares, Dom Aquino Correia e Getúlio Vargas.

Ataulfo de Paiva (Ataulfo Nápoles de Paiva), magistrado, nasceu em São João Marcos, RJ, em 1º de fevereiro de 1867, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 8 de maio de 1955.

Ainda estudante do primário, em Barra Mansa, redigiu o jornal A Aurora Barra-mansense. Formou-se pela Faculdade de Direito de São Paulo em 1887. Foi juiz municipal em Pindamonhangaba, São Paulo. No Rio de Janeiro, ocupou os cargos de pretor, juiz do Tribunal Civil e Criminal e presidente da Corte de Apelação do então Distrito Federal. Foi ministro do Supremo Tribunal Federal, presidiu o Conselho Nacional do Trabalho e representou o Brasil nos congressos internacionais de Assistência Pública e Privada de Paris e Milão.

Fez campanha pela sistematização das assistências pública e privada e sua aliança, sob a inspeção do Estado, encarregado oficialmente de fazer a história e estatística da assistência no Distrito Federal. Fundou a Liga Brasileira contra a Tuberculose, da qual foi presidente perpétuo, e que mais tarde foi denominada Fundação Ataulfo de Paiva. Criou o Preventório Dona Amélia, em Paquetá, o primeiro do seu tipo no Brasil, e o serviço de vacinação antituberculosa BCG.

Foi presidente do Conselho Nacional de Serviço Social, presidente da Comissão do Livro do Mérito. Na Academia Brasileira de Letras, foi secretário-geral, de 1920 a 1922, e presidente em 1937. Era membro honorário do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e da Academia Fluminense de Letras.

Atualizado em 31/03/2016.